Conecte-se conosco

E-Sports

Definidos semifinalistas do Circuitão: confira as últimas séries da fase de pontos do Circuito Desafiante

Publicados

em

Esta terça-feira (14) de Circuito Desafiante (Circuitão) foi muito importante para o cenário brasileiro de League of Legends, considerando que foi dia de decisão para declarar os semifinalista do Circuitão, encerrando a fase de pontos com os confrontos entre Operation Kino e Redemption e os confrontos entre Pain Gaming e WP Gaming.

Operation Kino x Redemption

O primeiro jogo deste confronto foi um tanto mais quieto, sem ações muito expressivas, no entanto, os poucos momentos de ação, em sua maioria, eram realizados pela Kino, que quando buscava um objetivo, sempre acabava levando algo a mais em sequência, desde abates até mesmo torres ou inibidores, a Redemption até conseguiu assumir o controle de algumas lutas, levar dragões e até mesmo o Barão, mas nada disso foi o suficiente para parar a Operation Kino.

Para o segundo jogo, a Redemption conseguiu aplicar uma vantagem muito boa nas rotações para as torres, sempre sendo capaz de abrir espaços para tomar estes objetivos, mesmo assim a Operation Kino conseguiu se manter firme através das lutas, sendo esta sua principal condição de vitória. Por conta dessas questões, mesmo com o jogo ainda não completamente perdido para a Kino, a abertura estava mais acessível para a Redemption que empatou a série.

Pain Gaming x WP Gaming

A Pain aplicou um jogo dominante, deixando claro o nível da diferença de forças causadas por sua experiência com relação aos jogadores da WP. Toda a selva da WP foi dominada por sentinelas e pelos próprios jogadores da PNG que sempre sabia se posicionar corretamente para garantir o abate, mesmo que após uma luta não conseguisse, com o posicionamento certo, aguardando movimentação do oponente, logo o abate era garantido, além disso, o controle do Barão e das torres foi evidente com o a Pain perdendo apenas uma única torre, derrubando todas as 11 torres de seus adversários.

No segundo jogo novamente um domínio da Pain Gaming, a única mudança de fato, foi um controle melhor dos dragões e o fato da WP conseguir derrubar 2 torres a mais do que o jogo anterior, além disso, a chave da base ficou nitidamente com o split push do TOP Laner Marcelo “Ayel” Mello com seu Jax, que aos poucos levava torres e até mesmo inibidores, senão, ao menos obrigava um reforço dos seus adversários, o que resultava em algum objetivo que era levado pelo seu time. Com jogos limpos e dominados, a Pain emplacou na série encerrando a fase de pontos com vitória.

O fim da fase pontos do Circuitão
Com as últimas séries da fase de pontos do Circuitão, e a vitória da Pain e o empate da OPK e da Redemption, os quatro primeiros colocados foram definidos, com a Operation Kino, Team One, Pain Gaming e Redemption, sendo estes os semifinalistas, o que faz com que a WP Gaming e a Submarino Stars tenham que disputar a série de promoção do Circuitão.

E-Sports

brTT humilde: para acalmar companheiro, “pai” troca de posição na bancada na final do CBLoL

Publicados

em

Durante a transmissão da final do CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends) neste sábado (8) em Porto Alegre (RS) nos deparamos com as posições do Flamengo eSports trocada na bancada.

Felipe “brTT” Gonçalves o atirador e capitão do time do Flamengo, se posicionou no meio da equipe. O motivo dessa mudança foi esclarecida pela streamer e noiva do pro player no twitter.

Confira:

O jungler sul-coreano Lee “Shrimp” Byeong-hoon já atuou também em equipes norte americana como Team Coast, Apex e Team Dignitas. Shrimp também chegou a atuar na LCS NA pela Dignitas e NRG.

Muitos torcedores ao verem a explicação, ficaram surpresos quando descobriram o real motivo da alteração.

E você? Também achou fofo a atitude do “pai”?

 

 

FOTO: Divulgação / LoL eSports BR

Continue lendo

E-Sports

Grande Final do CBLoL: KaBuM! eSports é tricampeã do Campeonato Brasileiro de League of Legends

Publicados

em

O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) abriu as cortinas para a sua grande final neste sábado (8) com um confronto épico entre a atual campeã KaBuM! eSports e o time do “pai” Flamengo eSports.

Jogo 1
No primeiro jogo o Flamengo foi capaz de fazer um inicio muito bom, as rotações do time foi muito bem organizadas, diversas vezes eles rotacionavam em uma rota para de alguma forma abrisse espaço para outra rota pegar vantagem, eles não precisavam necessariamente estar em uma rota para que ganhassem força, espaço e pressão. A KBM não ficou fraca, mas não tinha nenhuma oportunidade de responder ao que o Flamengo estava fazendo na partida. Com tanto impacto, o Flamengo fez um rápido push pela bot lane, finalizando a partida muito rapidamente.

Jogo 2
O começo de jogo foi um pouco mais quieto, mas logo a Kabum começou a assumir melhor a vantagem, ainda assim o Flamengo não ficou tão atrás, a partida tendia mais a Kabum, mas com um Flamengo ainda vivo na partida. Ainda assim, não demorou muito até que o Flamengo ficasse atrás, todo o jogo estava organizado de acordo com a Kabum, eles souberam coordenar as lutas certas e foram seguros, qualquer objetivo no jogo era uma condição de vitória para eles, para não deixar nada que pudesse colaborar com a volta do FLA e com essa estratégia, ganharam a luta certa, finalizaram o barão e foram limpando a base dos rubros negros, demonstrando um final do CBLoL emocionante e equilibrada.

Jogo 3
A Kabum novamente acelerou o jogo, eles rotacionaram de uma forma em que a Kabum conseguisse desenhar melhor sua vitória, eles novamente foram muito maduros nas decisões, conforme eles ia levando torres e adquirindo visão, eles aguardavam alguma oportunidade que o Flamengo abria e aceleravam muito rápido. O jogo foi ficando desta forma em sua maioria, no entanto, pouco a pouco o FLA conseguiu vencer lutas e mais lutas, assustando cada vez mais a KBM. A partida acabou ficando muito parada, tudo por conta de um barão que seria uma grande condição de vitória para ambos os lados, no entanto, quando finalmente a Kabum conseguiu o espaço para fazê-lo, o Flamengo roubou o barão, mas foram todos eliminados, fazendo com que o barão não ficasse para nenhum dos lados. Com o jogo voltando a ter ritmo, os rubros negros buscaram uma luta para conseguir finalizar o jogo, cometendo erro atrás de erro, juntamente com acertos da KBM, uma porta enorme foi aberta para os alaranjados que buscaram a vitória tranquilamente.

Jogo 4
Os times tentaram apostar cada um na sua própria condição de vitória, a Kabum decidiu apostar nas torres, liberando melhor espaço de mapa, já o Flamengo focou nos abates, fortalecer o time em abates, encontrar a luta certa e finalizar o jogo. Essas estratégias fizeram com que ambos os times tivessem chances de vitória, o ponto principal foi quando o FLA começou a assumir uma vantagem muito grande em termos de abates, isso desandou o jogo, mesmo com a Kabum ainda com sua própria vantagem, a partida ficou mais prática e fácil para os rubros negros que finalizaram a partida sem muitos problemas, fazendo com que a grande final do CBLoL fosse para o quinto e último jogo.

Jogo 5
A partida foi como a anterior, cada time veio com as suas clássicas estratégias, a Kabum veio com uma composição voltada para a tomada de objetivos, já o Flamengo veio com uma composição voltada a tomada de abates para levar objetivos e, novamente, ambos os times aplicaram muito bem. A diferença desta partida é que a Kabum soube responder melhor, ela soube lutar melhor, soube segurar melhor e acelerar melhor o jogo, a prova disso está no tempo de vitória, a partida foi muito rápida, mais precisamente a partida mais rápida da série, uma vitória limpa para consagrar a Kabum.

Um time mitológico
Com a vitória, a organização Kabum garante seu terceiro título do CBLoL e esse mesmo conjunto seu segundo título, os jogadores novamente fizeram história e agora, depois de ter representado o Brasil no Mid Season Invitational, a Kabum irá representar o Brasil no campeonato mais importante de League of Legends, o Worlds Championship, o Mundial de League of Legends.

 

FOTO: Divulgação / LoL eSports BR

Continue lendo

E-Sports

Fim do Circuitão: Grande final entre Redemption e Pain Gaming no Circuito Desafiante

Publicados

em

O Circuito Desafiante (Circuitão) chegou ao fim neste domingo (26) com o confronto entre Redemption eSports e Pain Gaming.

Jogo 1
O Circuitão ficou surpreso ao ver uma Redemption implacável e imparável contra a bicampeã brasileira no primeiro jogo, eles aceleram de uma maneira impressionante, não deixaram a Pain aplicar os efeitos de sua composição que possuía fortes Team Fights, mas que não eram capazes de vencer qualquer luta que fosse, a RDP buscou ao máximo levar os objetivos aplicando zoneamentos em seus adversários, sempre incomodando-os com danos que viam um após o outro, após levar todas as linhas de torre, eles finalizaram o jogo sem muitas dificuldades.

Jogo 2
O segundo jogo a Pain conseguiu balancear melhor, segurou melhor as investidas da RDP, mesmo assim não foi o bastante, a Redemption conseguiu novamente vencer da PNG, sendo a única diferença de não ter uma vantagem tão discrepante entre os dois times, mas ainda assim, uma Pain Gaming completamente apagada, sem muitas reações, apenas aguardando seu adversário dentro da base, sem buscar realmente a vitória, apenas se defendendo.

Jogo 3
Para finalizar a Pain Gaming basicamente desligou os monitores, eles decidiram não jogar o jogo, simplesmente escolheram os personagens e deixaram a Redemption fazer tudo o que desejavam, a maior prova disso está no placar de torres, a PNG não foi capaz de derrubar uma única torre em todo o jogo e mesmo sendo uma partida de poucos abates, eles também ficaram muito atrás.

Com a vitória no Circuitão a Redemption irá tomar a vaga que era da RED Canids no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) e a Pain Gaming se mantém aguardando o penúltimo colocado do CBLoL ser definido para quem sabe tomar seu lugar de volta na primeira divisão e rebaixar algum time para o Circuitão.

 

FOTO: Divulgação / LoL eSports BR

Continue lendo

Quentes